sexta-feira, junho 17, 2005

Cumplicidades

Tocou á campainha. Subiu os degraus devagar, com as mãos nos bolsos. Sorriu a medo, entrou embaraçado. Sentia os olhares poisarem sobre ele. Apenas conhecia a aniversariante, cruzou a sala e as conversas, passava inquieto e não seguro. Refugiava-se incógnito com um rissol na mão, guardanapo na outra.
Encaminhou-se à varanda, apetecia-lhe gritar. Fitou a atenção em alguém, a expressão do olhar tornava-a cúmplice… ficaram amigos.


6 comentários:

musqueteira disse...

Viva HM,
A amizade é o eixo do baloiço da vida. Uns têm outros não;)

aprendiz disse...

Quando nos apetece GRITAR, nem sempre aparece um olhar onde somos capazes e convidados a refugiarmo-nos!Rapaz de sorte... =D

Obrigada por esta festa de aniversário.Senti-me a mais, mas parece-me suposto...;)

A. disse...

É raro encontrar amizades e cumplicidades assim, mas acontece... às vezes bastante perto de nós.
Gosto da música!

Ruivo Loso disse...

Eu tenho um primo que se chama Alter. Ou se calhar é Valter já não me lembro... é em segundo grau.

Despeço-me com amizade,
LC

Lyra disse...

:) os olhares de cumplicidade..

Anónimo disse...

Wonderful and informative web site. I used information from that site its great. How many days for proactiv to work Compare travel insurance quotes Percocet ordered to my home cod Ach payment online isuzu north america amateur teen lesbianfree lesbian cheerleader sex videos salary for a cisco network business visa card ford ka 1 gb mmc cards Free lg ringtone verizon vx3200

 

page counters